21 de set de 2012

Circle Lens: Perigo para os olhos?



O médico oftalmologista Dr. Leo Carvalho, da Clínica de Olhos (www.clinicadeolhos.org) esclarece as etapas pelas quais as lentes de contato devem passar: “Todos os produtos que podem de alguma forma interferir na saúde devem respeitar dois aspectos. Primeiro: devem ser elaborados e testados por meio de experimentos baseados em ciência, assim o usuário estará protegido. Segundo: para os produtos serem comercializados, devem, obrigatoriamente, ser liberados pelos órgãos legais que regulamentam as leis de cada país, como a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), no Brasil e o FDA nos EUA, por exemplo,” diz o médico.
As Circle Lens desrespeitam ambos os aspectos, pois não foram submetidas a testes científicos para averiguar se são saudáveis  aos olhos e não se sabe os riscos que podem trazer. Também não passaram pela aprovação dos dois órgãos de saúde.
Dr. Leo também esclarece que o uso indiscriminado das lentes de contato, sem propósitos oftalmológicos, pode ser perigoso. “A falta de orientação e de cuidados traz aos usuários um enorme risco e em muitos casos acaba interferindo definitivamente na qualidade de vida dos mesmos. As lentes utilizadas com finalidade visual, proporcionalmente, oferecem menos risco que as estéticas até pelo perfil distinto desses grupos. As lesões podem ser simples e de fácil tratamento, mas existem situações em que essas pessoas podem ficar definitivamente cegas”, diz o especialista.
Em relação à excêntrica moda das Circle Lens Dr. Leo Carvalho afirma: “O ideal nesse momento é orientar e esclarecer a população sobre as informações necessárias e aguardar que os órgãos legais em cada país regulamentem se essas lentes poderão ou não serem comercializadas”.
Nos países asiáticos, Coréia, China, Japão e Tailândia, as Circle Lens estão bastante popularizadas e podem ser compradas em algumas lojas sem a necessidade de prescrição médica. Já no ocidente, a compra pode ser feita pela internet, porém as lojas especializadas em lentes não comercializam o produto. Em países como os EUA e a Austrália, a venda é proibida.
Créditos:http://minzyt.tumblr.com/

Nenhum comentário:

Curta Nossa FãPage